Escola Koru

Como se tornar um desenvolvedor de software do zero em 4 passos

Se tornar desenvolvedor de software no Brasil é um caminho inteligente para entrar no ramo da tecnologia.

O Brasil, uma das maiores comunidades de desenvolvedores de software do mundo, atende uma demanda que só tende a crescer no futuro.

Se você quer fazer parte desta comunidade, confira os tópicos a seguir, pois mapeamos como começar do zero sua carreira na área.

Vamos lá!

O que faz um desenvolvedor de software?

Um desenvolvedor de software é um profissional responsável por criar, testar e manter software. 

Eles trabalham com uma variedade de linguagens de programação e ferramentas para criar aplicativos, sistemas operacionais, sites e outros tipos de software.

As responsabilidades específicas de um desenvolvedor de software variam de acordo com a empresa e o tipo de software que estão trabalhando. No entanto, algumas das tarefas comuns incluem:

  • Análise de requisitos: Entender as necessidades do cliente ou usuário e traduzi-las em especificações de software;
  • Projeto de software: Desenhar e implementar o design do software;
  • Desenvolvimento de software: Codificar o software de acordo com o design;
  • Teste de software: Testar o software para garantir que ele funcione conforme o esperado;
  • Manutenção de software: Atualizar e corrigir o software conforme necessário.

Leia também: Desenvolvedores Full Stack: Domine as 7 habilidades necessárias para crescer na carreira

Qual o perfil de um desenvolvedor?

As habilidades técnicas são a base de qualquer desenvolvedor de software. Elas incluem:

  • Linguagens de programação: Os desenvolvedores de software devem ter experiência em uma variedade de linguagens de programação, incluindo Java, Python, C++ e JavaScript;
  • Conceitos de programação: É preciso ter um forte entendimento de conceitos de programação, como estruturas de dados, algoritmos e orientação a objetos;
  • Teste de software: É necessário testar o software de forma eficaz.

Além das habilidades técnicas, os desenvolvedores de software também precisam de uma série de habilidades comportamentais para serem bem-sucedidos. Essas habilidades incluem:

  • Autonomia: Precisam ser capazes de trabalhar de forma independente e gerenciar seu próprio tempo;
  • Resolução de problemas: Os desenvolvedores de software necessitam resolver problemas de forma eficaz;
  • Comunicação: Comunicar de forma eficaz com clientes, colegas e outros profissionais é essencial.

Como se tornar um desenvolvedor de software do zero?

Para se tornar um desenvolvedor de software, é necessário seguir alguns passos básicos:

Primeiro passo: Desenvolver habilidades técnicas

As habilidades técnicas são a base de qualquer desenvolvedor de software. Elas incluem:

Linguagens de programação, conceitos de programação, teste de software e resolução de problemas, como falamos mais acima.

Para isso, é necessário estudar esses conceitos em uma boa formação.

Aprenda neste artigo: Front-end, Back-end e Full stack: o que são?

Onde estudar para se tornar um desenvolvedor de software?

Existem várias opções para estudar para se tornar um desenvolvedor de software. A escolha da opção mais adequada depende de seus objetivos, interesses e orçamento.

Cursos de graduação e pós-graduação

Os cursos de graduação e pós-graduação em ciência da computação, engenharia de software ou uma área relacionada são uma ótima opção para quem deseja se tornar um desenvolvedor de software. 

Esses cursos oferecem uma base sólida em conceitos de programação, estrutura de dados, algoritmos, teoria de sistemas operacionais, entre outros.

No Brasil, existem várias universidades que oferecem cursos de graduação e pós-graduação em ciência da computação e engenharia de software. 

Dependendo da formação, pode durar de até 5 anos ou menos. Algumas das universidades mais renomadas incluem:

  • Universidade de São Paulo (USP)
  • Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)

Você sabia? Conheça os 10 melhores cursos gratuitos e baratos de lógica de programação!

Cursos online e bootcamps

Os cursos online e bootcamps de desenvolvimento de software são uma opção mais rápida e flexível para quem deseja se tornar um desenvolvedor de software. 

Esses cursos geralmente cobrem os principais conceitos de programação e desenvolvimento de software em menos tempo, e fornecem a oportunidade de praticar e desenvolver projetos.

Reconhecida pela qualidade e pelo sucesso dos alunos, o Curso de Desenvolvimento de Software possibilita um ambiente imersivo com projetos reais e networking para entrar mais rápido no mercado.

Na Escola Koru, você tem mais autonomia e flexibilidade na sua grade, workshops ao vivo com especialistas do mercado, isso tudo com duração de apenas 6 meses. Há ainda bolsas de 75% e 100%, então garanta logo sua vaga!

Comece agora sua carreira na tecnologia!

Experimente como é a formação no vídeo a seguir:

Além disso, no Brasil, existem várias plataformas que oferecem cursos online e bootcamps de desenvolvimento de software. Algumas das plataformas mais populares incluem:

  • Alura
  • Udemy
  • Coursera e outros.

 

Segundo passo: Desenvolver habilidades comportamentais

Essas habilidades comportamentais podem ser desenvolvidas através de experiências pessoais, autoconhecimento, eventos que promovem o reconhecimento das próprias emoções.

Como a comunicação é importante para apresentar seu trabalho e se relacionar, é também relevante entender suas emoções para conquistar seus objetivos.

Temos um vídeo bem legal sobre a autocuidado:

Terceiro passo: Obter experiência

A experiência é uma das coisas mais importantes para um desenvolvedor de software. 

Ela permite que os desenvolvedores desenvolvam suas habilidades técnicas e comportamentais, e que aprendam sobre as práticas e tecnologias atuais do mercado.

Existem várias maneiras de obter experiência. Uma opção é trabalhar como estagiário ou freelancer. Outra opção é participar de projetos de código aberto. 

Também é possível criar seus próprios projetos, como aplicativos ou sites. 

Assim você já constrói seu portfólio: uma seleção dos projetos mais importantes para ser sua vitrine no mercado. 

O GitHub e alternativas podem ser utilizadas para disponibilizar seus projetos para os recrutadores.

Quarto passo: Apresentação para a comunidade

Agora que você já tem sua vitrine, bora inaugurar seu negócio.

Candidaturas para vagas

É preciso entender como funcionam as plataformas de recrutamento, saber onde encontrar empresas que precisam da sua solução.

Gupy, LinkedIn, Indeed, Catho, inclusive plataformas gringas são alternativas para cadastrar suas informações e estar disponível para o mercado.

Aí entramos no próximo tópico.

Faça seu currículo

É preciso reunir suas principais informações para ter em mãos quando os interessados em seus serviços aparecerem.

Use a engenharia reversa e verifique os modelos de outros profissionais da sua área para conquistar a vaga desejada.

Tem diferença: Qual a diferença entre desenvolvedor(a) e programador(a)?

Use o LinkedIn

O LinkedIn é uma ponte maravilhosa entre os profissionais de tecnologia e os recrutadores. Otimizar seu perfil permite que você seja encontrado com mais facilidade, logo, não demorará a estar trabalhando com desenvolvimento de software.

Recomendo que siga Gabe Bo e Paulo Luan para deixar seu perfil um imã de empresas.

Também tem um vídeo muito bom para otimizar seu perfil na rede:

Faça networking

É importante ser visto para ser notado. Fazer conexões na área, ter um perfil atualizada e mostrar seu trabalho lhe garante estar à frente diante da concorrência.

Quais são as áreas de atuação de um desenvolvedor de software?

As áreas de atuação de um desenvolvedor de software são amplas e variadas. Eles podem trabalhar em uma variedade de indústrias, incluindo tecnologia, finanças, saúde, educação, governo e entretenimento.

Algumas das áreas de atuação mais comuns para desenvolvedores de software incluem:

  • Desenvolvimento web: Os desenvolvedores web são responsáveis por criar e manter sites e aplicativos da web. Eles trabalham com linguagens de programação como HTML, CSS e JavaScript;
  • Desenvolvimento de aplicativos móveis: São responsáveis por criar e manter aplicativos para dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Eles trabalham com linguagens de programação como Java, Kotlin, Swift e Objective-C;
  • Desenvolvimento de jogos: Criar e manter jogos de computador, console e mobile. Eles atuam com uma variedade de linguagens de programação e ferramentas, dependendo do tipo de jogo que estão desenvolvendo;
  • Desenvolvimento de sistemas operacionais: Os desenvolvedores de sistemas operacionais criam e mantêm sistemas operacionais, como Windows, macOS e Linux. Geralmente trabalham com linguagens de programação como C e C++;
  • Desenvolvimento de banco de dados: Criam e mantêm bancos de dados. Eles trabalham com linguagens como SQL e PL/SQL;
  • Engenharia de software: Projetam, desenvolvem, testam e mantêm software. Eles atuam com uma variedade de linguagens de programação e ferramentas, dependendo do tipo de software que estão desenvolvendo.

Não deixe de ler também: Introdução ao python: uma das linguagens de programação mais procuradas no momento

Além dessas áreas de atuação tradicionais, os desenvolvedores de software também estão sendo cada vez mais demandados em áreas emergentes, como:

  • Inteligência artificial: Os desenvolvedores de IA são responsáveis por criar e manter sistemas de IA. Eles trabalham com linguagens de programação como Python, R e TensorFlow;
  • Ciência de dados: Os cientistas de dados são responsáveis por coletar, analisar e interpretar dados. Eles trabalham com linguagens de programação como Python, R e SQL;
  • Machine learning: Os desenvolvedores de machine learning são responsáveis por criar e manter modelos de machine learning. Eles trabalham com linguagens de programação como Python, R e TensorFlow.

Qual a média salarial do desenvolvedor de software?

A remuneração pode variar bastante de acordo com a especialização do(a) profissional, a região e porte da empresa, área de atuação, classificação na carreira, experiência etc. 

Estando no top 9 de profissões que se destacam na área de TI, a expectativa salarial é mais alta.

Segundo a Glassdoor (Janeiro de 2024), a média salarial no Brasil para o desenvolvedor de software é R$ 7.876. 

Claro que precisamos considerar a região, porte da empresa, senioridade da vaga e especificações de cada cargo.

Se torne desenvolvedor de software pela Korú!

O mercado de trabalho é competitivo, o que torna mais desafiador. Porém, com a formação correta e conexões, você conseguirá entrar na área de tecnologia com excelência.

Preocupados com sua formação, a Korú busca proporcionar o ambiente mais estimulante e enriquecedor para seu aprendizado. Estude com especialistas e encontre soluções para casos reais no Curso de Desenvolvimento de Software

Temos mais formações híbridas e online que podem te elevar para outro nível. Vamos juntos!

Post Relacionados

O que é desenvolvimento de software

Desenvolvimento de software pode parecer um mistério indecifrável para alguns, mas a verdade é que não precisa ser um bicho de sete cabeças.  Na verdade,

Leia Mais

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!