Escola Koru

Linguagem de programação: o que é e qual linguagem aprender?

Linguagem de programação é a forma como os(as) programadores(as) se comunicam com os computadores para criar softwares e sistemas. Existem diversas linguagens de programação disponíveis no mercado, cada uma com suas particularidades e finalidades. Neste artigo, vou explicar o que é uma linguagem de programação e apresentar as principais linguagens utilizadas atualmente.

O que é linguagem de programação? 

“Como sabemos, para se comunicar com uma pessoa, precisamos de uma linguagem específica, da mesma forma que para se comunicar com computadores, os programadores também precisam de uma linguagem chamada linguagem de programação.” (JavaTPoint)

Linguagem de programação é uma forma padronizada de comunicação entre o programador e o computador. Ela é composta por um conjunto de regras e instruções que permitem que programadores(as) escrevam códigos que serão executados pelo computador. 

Ou seja, a linguagem de programação é o veículo pelo qual as instruções de um programa são expressas. Um conjunto de instruções escritas em linguagem específica (C, C++, Java , Python) para executar uma tarefa específica. 

Alguns conceitos:

  • Sintática: uma linguagem de programação é uma notação utilizada pelo programador para especificar ações a serem executadas por um computador.
  • Semântica: uma linguagem de programação compreende um conjunto de conceitos que um programador usa para resolver problemas de programação. (LTA – Laboratório de Linguagens e Tecnologias Adaptativas da Escola Politécnica da USP)

Essa linguagem é usada principalmente para desenvolver aplicativos de desktop, sites e aplicativos móveis.

Principais linguagens de programação 

Existem diversas linguagens de programação disponíveis no mercado, cada uma com suas particularidades e propósitos. De acordo com informações disponíveis no site JavaTPoint, temos: 

Linguagem de programação de baixo nível: 

As linguagens de programação de baixo nível são aquelas que estão mais próximas do hardware do computador, ou seja, elas permitem que os profissionais de programação escrevam instruções diretamente em código de máquina ou em linguagem Assembly, que é uma linguagem de baixo nível mais legível pelo ser humano. 

Essas linguagens são muito rápidas e eficientes, mas são muito difíceis de programar e depurar, pois requerem que profissionais de programação tenham um conhecimento profundo sobre a arquitetura de hardware do computador. Exemplos de linguagens de programação de baixo nível incluem Assembly, C e C++.

Linguagem de programação de nível médio: 

As linguagens de programação de nível médio são mais próximas do hardware do que as linguagens de alto nível, mas mais distantes do que as linguagens de baixo nível. Elas geralmente oferecem recursos de gerenciamento de memória mais avançados do que as linguagens de alto nível, permitindo que profissionais de programação controlem mais de perto como a memória é alocada e liberada durante a execução do programa.

Essas linguagens são frequentemente usadas em projetos que suportam alto desempenho, como jogos, aplicativos de processamento de mídia e sistemas operacionais. Exemplos de linguagens de programação de nível médio incluem C, C++ e Rust.

Linguagem de programação de alto nível: 

As linguagens de programação de alto nível são mais próximas da linguagem natural utilizada pelos seres humanos. Elas permitem que profissionais de programação escrevam códigos mais legíveis e de fácil compreensão, utilizando uma sintaxe mais simples e abstrata. 

Essas linguagens são mais fáceis de aprender e usar, mas podem ser menos eficientes em termos de desempenho. Exemplos de linguagens de programação de alto nível incluem: Python, Java, JavaScript, PHP, C#, C++, Objective C, Cobol, Perl, Pascal, LISP, FORTRAN e a linguagem de programação Swift.

Afinal, qual linguagem aprender? 

A escolha da linguagem de programação a ser aprendida vai depender do objetivo dos(as) profissionais de programação e das necessidades do mercado. 

Se o objetivo é desenvolver aplicativos móveis, por exemplo, a linguagem Java pode ser uma boa opção. Já se o objetivo é trabalhar com análise de dados e inteligência artificial, a linguagem Python é uma das mais indicadas. 

As cinco linguagens de programação mais utilizadas entre os(as) profissionais de programação atuais são: JavaScript, Python, Java; Linguagens C e C++ e  PHP. Além destas, outros tipos bastante aplicados de modo geral são: Linguagem C#, TypeScript, Ruby, Perl, Swift, Visual Basic (VB) e Linguagem R.

O importante é escolher uma linguagem que esteja clara com as demandas do mercado e com as aptidões pessoais do(a) profissional de programação.

Conclusão…

A linguagem de programação é essencial para a criação/desenvolvimento de softwares e sistemas. Existem diversas opções disponíveis no mercado, cada uma com suas particularidades e propósitos. 

Cada tipo de linguagem de programação tem suas próprias vantagens e privacidade, e a escolha da linguagem a ser usada dependerá do tipo de projeto em que se está trabalhando, bem como das habilidades e influência do(a) profissional. 

No geral, as linguagens de programação de alto nível são mais populares devido à sua facilidade de uso e flexibilidade, mas as linguagens de programação de baixo nível ainda são importantes em áreas como a programação de sistemas operacionais, drivers de dispositivos e aplicações de tempo real.

Independentemente da linguagem escolhida, é importante se manter atualizado(a) e em constante aprendizado, já que as tecnologias e demandas do mercado estão em constante evolução.

[Clique aqui e conheça a diferença entre desenvolvedor(a) e programador(a)]

Comunicação é tudo!

O humano se comunica através do seu idioma, o computador, por sua vez, através do sistema binário. E a comunicação entre as duas pontas desse canal se realiza ao contar com um importante intermediário: a linguagem de programação.

A Korú não tem a menor dúvida de que estar sempre atualizado com as tendências do mercado e com as novas tecnologias que surgem a cada dia faz com que você tenha mais chances de se destacar no mercado de trabalho e ser capaz de compreender essa comunicação entre humanos e máquinas de maneira efetiva.

Os cursos na área de tecnologia, oferecidos pela Korú foram pensados neste sentido, para você, para a sociedade e para o futuro, sem barreiras à educação e com oportunidades iguais. Conheça: 

Post Relacionados

O que é desenvolvimento de software

Desenvolvimento de software pode parecer um mistério indecifrável para alguns, mas a verdade é que não precisa ser um bicho de sete cabeças.  Na verdade,

Leia Mais

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!