Escola Koru

RH bom é RH rápido: menos burocracia e mais estratégia

Quando pensamos em futuro, pensamos: “que futuro será este de que tanto as pessoas falam?!” Em todos os canais de comunicação lemos sobre a evolução da tecnologia, da comunicação, do mercado de trabalho, das coisas como um todo, e claro, das pessoas que precisam acompanhar todo esse processo, que parece não ter fim. É um impacto atrás do outro.

O futuro é daqui a pouco, pronto… já foi enquanto eu digitava esta linha. E depois disso, vem o próximo segundo, minuto, hora, o próximo dia, semana, mês, ano, século… e assim é vida que segue.

Mas voltando ao ponto central deste artigo  – RH bom é RH rápido – o que os novos tempos pedem? Pedem celeridade e praticidade, além disso, protagonismo e estratégia com visão de futuro.  Como assim? Continue a leitura e reflita comigo sobre a resposta.

Menos burocracia e mais estratégia = Protagonismo

O que quero dizer é que ao sair do modo tradicional para o modo ágil e estratégico, o RH ganhou e aderiu à praticidade em seu dia a dia e pouco a pouco tornou-se protagonista. O seu protagonismo melhorou totalmente os seus processos – da atração à retenção de talentos, do RH 1.0 ao 5.0:

Surgiu com a tecnologia um novo modelo de RH – do seu jeitão tradicional de ser, estritamente operacional e mecânico, para o formato digital, ressignificando o seu papel com a adoção de comportamentos, processos e ferramentas que o tornaram mais ágil, mais estratégico, mais participativo e disruptivo. (Victor Mirshawka Jr.)

Ou seja, uma área que antes era burocrática e ficava ali, resumida a contratar pessoas e cuidar da documentação, hoje, ganhou vez e voz no planejamento estratégico da empresa:

Hoje, o RH ganhou poder de impacto no plano estratégico das empresas. Agora mais inclusivo, alcança a organização como um todo, sendo um dos principais pilares para fazê-la evoluir, por meio de uma gestão de desempenho que preza pelas competências, pelas top skills (hard, soft, inner, power, human, social) de toda a equipe. (Victor Mirshawka Jr.)

RH bom é RH rápido – Este é o RH do futuro!

Menos burocrático e mais rápido, menos mecânico e mais automatizado, analítico porém, não menos humanizado e cada vez mais moderno e inclusivo. 

O que esperar deste RH que hoje é um dos pilares mais importantes de toda organização?

Uma área que exige equilíbrio e competências com alta capacidade estratégica e acentuada percepção, pessoas que estejam de fato preparadas para integrar todas as pessoas e áreas e inserir ações no negócio da organização para sua relevância e competitividade. É o principal elo entre a empresa e os colaboradores. 

E o que esperar? Bem, espera-se que todo RH consiga promover a mudança de mindset em toda a empresa, em todos os níveis hierárquicos, de modo que a empresa seja, de fato, um lugar em que as pessoas tenham prazer de pertencer, sintam a motivação no ar que respiram e façam a empresa acontecer no dia a dia.

Que tenha projetos de carreira, que dê perspectivas aos colaboradores, que treine e desenvolva para o futuro, que já começou. Que crie condições para que todos tenham suas competências e talentos reconhecidos, porque podem colocar em prática e tornar a empresa cada vez melhor, favorecendo as metas da organização e as pessoas de cada um.

Que nutra um ambiente plural, valorize e integre pessoas, porque as diferenças se complementam, se ajudam e se constroem e constroem um universo cada vez melhor.

O futuro do RH está voltado para as experiências reais, para a agilidade e para os processos mais humanizados, por isso, a adequação da cultura empresarial para o alinhamento à nova realidade do mercado é muito importante. (Gupy)

Que se utilize de todas as ferramentas disponíveis e que vierem a surgir para melhorar ainda mais as estratégias de RH, refinar ainda mais os profissionais da área. Que faça uso de métricas, indicadores que possam revolucionar cada vez mais o setor, detectando pontos fortes e de melhoria, direcionando os processos de modo a impactar positivamente os resultados da empresa, porque certamente impactará no mesmo grau os resultados de cada profissional que compõe o capital intelectual da empresa. Isso é protagonismo puro! Menos burocracia e mais estratégia. 

Concluindo…

Já vivemos uma era em que o RH já é melhor e célere, menos burocrático e mais estratégico em suas tomadas de decisões, em sua participação na empresa. Uma era que tornou o RH um dos protagonistas da empresa. 

Não é um departamento de pessoal é uma área de gestão de talentos, gestão de competências, que atrai, recruta, contrata e, depois, tem a responsabilidade de oferecer e manter uma longa e produtiva jornada do colaborador, primando pelo seu desenvolvimento, satisfação, engajamento, produtividade e retenção. 

É um RH cada vez mais digital, humano e disruptivo, cujas ações respondem à altura os novos tempos (presente e futuro) e reverberam interna e externamente, pela confiabilidade e alcance em relação à cultura da empresa. Quando se fala em mindset de transformação, entende-se que não basta ser ágil, é preciso ter metas claras e alcançáveis, de modo a entregar valor como objetivo. (Victor Mirshawka Jr.)

Invista na sua equipe de Recursos Humanos! 

A Korú oferece Treinamentos Corporativos para desenvolver pessoas e acelerar negócios e carreiras – projetos de curto, médio e longo prazo – estratégicos e de grande impacto para diferentes áreas – RH é uma delas.

Modelamos o treinamento de acordo com a necessidade da sua empresa e baseados em casos práticos, para que possa potencializar o seu RH e as demais áreas, aumentar a retenção de pessoas de maneira prática e estratégica, entre outros benefícios.

Traga seu negócio para o novo e para as tecnologias emergentes. Conte com os Especialistas da Korú para potencializar suas estratégias. Entre em contato com os nossos especialistas e saiba como.

Post Relacionados

O que é desenvolvimento de software

Desenvolvimento de software pode parecer um mistério indecifrável para alguns, mas a verdade é que não precisa ser um bicho de sete cabeças.  Na verdade,

Leia Mais

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!