Escola Koru

5 passos para voltar ao mercado de trabalho

O mercado de trabalho – cenário atual

O mercado de trabalho passou por muitas mudanças nos últimos 3 anos. A Covid acelerou as transformações, todos tivemos de nos adaptar ao que muitos chamaram de novo normal, uma crise que dia a dia se potencializou, detonando empresas e empregados.  

Foi um período muito difícil em todos os sentidos, sobretudo pelo grande número de perdas sofridas pelas pessoas em todo o planeta – foram registrados, só no Brasil, 35,8 milhões de casos e 691 mil óbitos. Uma crise generalizada que se arrasta desde o ano 2020.

Os atuais indicadores mostram um mercado bastante machucado, tentando se recuperar do baque, com um alto número de desocupação e incertezas. A expectativa é que a partir de 2023 o cenário mude para melhor.  

De acordo com uma pesquisa realizada pela Gupy, empresa especializada em RH, o Brasil apresentou um aumento de 217% na contratação de profissionais na faixa etária entre 40 e 50+, em 2021. 

“Três em cada dez desempregados no Brasil seguem em busca de trabalho há mais de 2 anos, aponta IBGE.”

Recolocar-se é, em geral, um grande desafio

Independentemente da sua faixa etária, colocar-se ou recolocar-se no mercado de trabalho é um desafio. 

Para aqueles que estão há muito tempo distantes de processos seletivos, é importante que se mantenham atualizados, pois muita coisa mudou.

É um grande desafio que requer preparo. Muitas pessoas estão na mesma situação que você. 

Para a  Escola Korú, uma sociedade melhor nasce e se desenvolve por meio do acesso sem barreira à educação em todos os níveis e oportunidades de trabalho, de qualidade de vida, com respeito e igualdade, equidade e inclusão. 

Estamos aqui para isso, seja por meio da nossa escola, nossos cursos ou inspirando a mudança na sociedade. A gente não guarda conhecimento e se esforça diariamente para abrir portas e dar o nosso melhor para esse desafio a quem buscar conhecimento em nossa Escola.

Vamos aos 5 passos 

O que você já está fazendo em vista da sua recolocação no mercado, qual a sua estratégia?

Recolocar-se profissionalmente é um desafio, ou melhor dizendo, um processo que requer estratégias individuais e autogestão de carreira. 

Você que pretende voltar ao mercado de trabalho e se destacar ou que já está no mercado e quer evoluir na carreira e se destacar, além da necessidade de organizar-se,  definir objetivos, traçar perspectivas, inteirar-se do cenário em relação à sua profissão.

Não sabe por onde começar?

Não há uma receita ou fórmula mágica, seguem aqui 5 passos basilares para que você possa traçar suas metas para atingir seu objetivo:

1) Invista em educação continuada.

Investir na formação é indispensável. A sua qualificação técnica e acadêmica sempre será o seu diferencial.

As palavras do momento e do futuro são: lifelong learning, upskilling e reskilling. Essas palavras, quando deixam de ser apenas palavras ou teoria e passam a ser práticas, abrem caminhos que certamente aumentarão suas chances de ocupar uma vaga no mercado de trabalho, abrir o próprio negócio, ganhar autoridade e destaque.

A educação continuada é muito valorizada pelo mercado, porque o conhecimento potencializa suas competências, amplia sua visão e assegura que nunca é cedo ou tarde demais para aprender. 

Porque profissionais qualificados produzem melhor e entregam melhores resultados e são cada vez mais disputados e valorizados.

2) Saia da zona de conforto.

É importante acompanhar as mudanças em todos os segmentos e saber qual é o que tem a ver com o seu perfil, com as suas expertises e necessidades. 

É importante saber que quem compete no mercado de trabalho precisa estar disposto a, de fato, competir. E para isso, precisa querer fazer, precisa encontrar motivação para sair da estagnação.

Saia da zona de conforto, faça escolhas, assuma riscos, não tenha medo e não desista. E se errar, aprenda com os erros, pois eles também são oportunidades de crescimento e fortalecimento pessoal/profissional.

Sair da zona de conforto é um passo para fazer a vida acontecer em todos os sentidos!

Tomando a educação continuada como exemplo, esta é uma forma de sair da zona de conforto, porque a segurança proporcionada pelo conhecimento reforçará as suas competências.

3) Desenvolva suas skills.

Todas as pessoas têm habilidades, algumas delas podem nem terem aflorado ainda,  mas em algum momento, elas podem ecoar e fazer todo o sentido. 

De acordo com o Fórum Econômico Mundial (WEF) – O Futuro do Trabalho -, até o ano 2025, 10 habilidades estarão em alta e já estão na mira das empresas. Essas habilidades foram divididas pelo WEF em 4 grupos:  

  • Trabalhar com pessoas: liderança e influência social.
  • Solução de problemas: pensamento analítico e inovação; solução de problemas complexos; pensamento crítico e análise; criatividade, originalidade e iniciativa; raciocínio, resolução de problemas e ideação.
  • Autogestão: aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem; resiliência, tolerância ao estresse, flexibilidade e inteligência emocional.
  • Tecnologia e desenvolvimento: uso, monitoramento e controle de tecnologias; projeto e programação de tecnologia. 

Essas habilidades foram levantadas pelo WEF por meio de uma pesquisa com lideranças de negócios, executivos e pessoas de RH em fontes públicas e privadas. 

4) Cuide do seu marketing pessoal. 

Tenha um bom networking, ative seus contatos, apure a sua comunicação com o mercado, promova sua imagem, ganhe autoridade, visibilidade, valorize-se para atingir seus objetivos.

Participe de eventos relacionados à sua área de interesse. 

Leia mais, aprimore sua marca pessoal por meio de técnicas e estratégias alinhadas com a linguagem do futuro e se faça notado no mercado de trabalho, promova sua imagem e a sua verdade. 

Antes, porém, certifique-se que passou pelas 3 dicas anteriores e que está qualificado para atingir seus objetivos. 

4) Desenvolva sua visão empreendedora

Pessoas com visão empreendedora cuidam da própria carreira, exercem a autogestão, confiam nas próprias qualidades e olham para o futuro sem perder o presente de vista.

Isso porque têm a percepção daquilo que muitos não conseguem enxergar, ou seja, olham para o presente e para o futuro e não encontram oportunidades, não se veem no mercado com sucesso, muitos se põem a reclamar, a se acomodar e estes comportamentos não fazem parte do empreendedor e visionário.

Concluindo…

Veja como as 5 dicas estão interligadas – uma pessoa empreendedora investe no conhecimento, na educação continuada, no autoconhecimento, traça seu propósito, seus planos de vida pessoal e profissional, é autoconfiante, tem ousadia, foco, desenvolve sua liderança, anda de braços dados com a produtividade, não se acomoda, zona de conforto não lhe pertence, cuida da sua autoridade no mercado e com isso, amplia seu networking, entre outras práticas empreendedoras.

Nós, da  KORÚ, queremos dividir com você os valores que nos guiam, para somar à sua empregabilidade:

Encantamento: ​que as pessoas conectadas conosco aprendam, se desenvolvam, façam amigos, tenham uma vida melhor e guardem memórias para uma vida inteira.

Conexão: o aprendizado se dá em rede e a rede cresce junto. Organizações, pessoas e comunidades estarão sempre convivendo conosco e nos ensinando a contribuir cada vez mais.

Acessibilidade: ​o mundo contém uma infinidade de oportunidades que devem ser acessadas por todas as pessoas. TODAS.

Adaptabilidade: ​as carreiras e a vida das pessoas estão em constante metamorfose e a nossa escola também!

Cabeça aberta: ​liberdade para explorar e autonomia para arriscar são ferramentas para que a inovação floresça.

Oportunidade: as pessoas que se formam aqui são extremamente desejadas e amadas por aí.

Quer mais?!

Entre em contato com a nossa equipe e saiba como podemos ajudar.

Post Relacionados

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!

Estamos quase lá!